Mulheres do Citigroup ganham 27% menos que homens

ReutersConnect/Mike Segar
ReutersConnect/Mike Segar

Desigualdade diminuiu, mas ainda persiste na remuneração de mulheres e outras minorias

As mulheres que trabalham no Citigroup ganham 27% menos do que os homens em uma base mediana global, disse hoje (15) o banco de Wall Street.

A remuneração mediana das funcionárias do Citi em todo o mundo era apenas 73% da média dos homens, embora melhor do que os 71% do ano passado, de acordo com uma análise interna.

LEIA MAIS: Por dentro do ranking das Mulheres Mais Poderosas do Mundo

Para as minorias nos Estados Unidos, a remuneração foi de 94% da média das não minorias, acima dos 93% do ano passado.

O terceiro maior banco dos EUA disse que quer que as funcionárias cumpram pelo menos 40% das funções no nível de vice-presidente assistente até o nível de diretor-gerente até o final de 2021, com 8% desses cargos ocupados por negros no país.

LEIA TAMBÉM: Mulheres em altos cargos corporativos na Europa ainda são raridade

O Citi e outros bancos de Wall Street estão sob pressão para divulgar o quanto a menos pagam para as mulheres em relação aos homens.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).