10 dicas para se destacar nos processos seletivos online

KilitoChan/Getty Images
KilitoChan/Getty Images

Entrevistas virtuais cresceram até 40% durante a pandemia, mostra pesquisa da Revelo

Esqueça o salto alto, a gravata ou até mesmo o tempo de deslocamento até a empresa. As entrevistas de emprego virtuais são as novas meninas dos olhos dos recrutadores. Práticas e econômicas, elas ganharam força durante a pandemia e chegaram a crescer até 40% durante o período, segundo dados da Revelo, startup de recursos humanos. 

Depois de uma triagem seletiva dos currículos recebidos, processo que, muitas vezes, envolve softwares de inteligência artificial, as empresas encaminham uma mensagem aos candidatos pré-selecionados para agendar um bate-papo por chamada de vídeo. Nessa hora, quem estava acostumado às dinâmicas de grupo e aos apertos de mão da vida real pode ficar um pouco em dúvida sobre o que esperar do momento. 

LEIA MAIS: 6 dicas para conseguir um emprego por meio do networking

Para os especialistas, entretanto, a regra geral é se preparar da mesma forma de sempre. Isso significa procurar saber mais sobre a empresa e estudar algumas perguntas corriqueiras relacionadas à profissão. “O processo seletivo online tem como base as mesmas etapas e análises do presencial, a diferença é, de fato, a plataforma, que nesse caso é a interface online. Mas, no geral, ele contempla a candidatura, questionários teste, games e vídeos. Por estar em casa, pode ser que o candidato se sinta mais confortável e tranquilo para expor suas habilidades profissionais. Mas é preciso lembrar que, mesmo online, ainda é um processo seletivo, por isso a apresentação pessoal e a pontualidade também devem ser levadas em conta”, explica Ana Paula Prado, country manager do InfoJobs, empresa de tecnologia para recrutamentos. 

Além disso, os candidatos não devem se esquecer de tomar alguns cuidados adicionais que são típicos do modelo online. Verificar a qualidade do sinal da internet, por exemplo, é algo que pode evitar arrependimentos futuros. “É importante garantir um ambiente adequado, procurar não receber chamadas no celular e testar a qualidade do áudio e da câmera”, pontua Ronaldo Bahia, CEO e fundador da JobConvo, startup de recrutamento, seleção e admissão digital. Por outro lado, o formato virtual pode trazer vantagens quando o assunto são prazos. “Uma das principais diferenças nesse caso é que há mais agilidade entre as etapas, uma vez que o processo não mais depende de deslocamentos e aluguéis de salas. Por mais que as pessoas possam defender que presencialmente fica mais fácil ‘se vender’ para um recrutador, nada muda ao fazer a entrevista virtual”, completa o executivo. 

Com seus prós e contras, o processo seletivo online veio para ficar. Veja, na galeria abaixo, 10 dicas de comportamento dos especialistas para se dar bem nos processos seletivos online:

  • 1. Preste atenção às etapas

    O processo online pode fazer com que alguns candidatos percam a dimensão da “seriedade” dos testes e jogos propostos. Assim, é importante lembrar que as etapas realizadas sem contato direto com os profissionais de RH estão sendo levadas em conta na seleção da mesma maneira que as entrevistas presenciais e provas escritas. Por isso, preste atenção nas perguntas e execute tudo o que for pedido.

    Luis Alvarez/ Getty Images
  • 2. Foque na entrevista

    Distrações não faltam no ambiente doméstico. Para garantir o foco total na entrevista e nas perguntas do recrutador, é importante que o candidato encontre um espaço calmo e adequado para a conversa. Também vale a pena avisar para as demais pessoas da casa sobre o processo, a fim de garantir silêncio e nenhuma interrupção.

    Filadendron/Getty Images
  • 3. Demonstre confiança

    Preparar-se para uma entrevista de emprego implica em dar respostas claras e objetivas, deixando nítidas suas habilidades e qualidades para o recrutador. Independentemente do modelo, virtual ou presencial, demonstrar confiança é um dos melhores pontos de partida numa seleção. Uma das maneiras de fazer isso no processo digital é mantendo o contato visual com o time de RH.

    Westend61/Getty Images
  • 4. Preste atenção à linguagem corporal

    Engana-se quem pensa que a linguagem corporal passa despercebida na webcam. Segundo os especialistas, mover-se com frequência na cadeira, exagerar nos gestos com as mãos e manter a postura curvada podem transparecer nervosismo e insegurança durante o bate-papo.

    FGTrade/Getty Images
  • 5. Não interrompa o recrutador

    Esperar o momento certo de falar e impor sua opinião também indica profissionalismo, calma e paciência. É importante que o candidato espere as considerações do recrutador antes de responder o que foi solicitado.

    Tomazl/Getty Images
  • 6. Verifique seus pontos fortes e os que precisam ser desenvolvidos

    Assim como nas entrevistas presenciais, o candidato deve ser capaz de exibir seus pontos fortes e suas qualidades para o cargo em questão. Da mesma forma, é importante ser honesto na hora de admitir os pontos que precisam ser trabalhados, reforçando o plano de evolução.

    Geber 86/Getty images
  • 7. Prepare-se para a entrevista

    Procure reservar um horário no qual não haja interrupções. Garanta com, pelo menos, um dia de antecedência que a internet, a câmera e o microfone estejam funcionando bem. Use uma roupa adequada, sem exageros para mais ou para menos. Por último, verifique a postura antes de entrar na chamada.

    Leo Patrizi/Getty Images
  • 8. Pesquise sobre a empresa

    É importante saber o setor e os produtos que a empresa comercializa, assim como o seu posicionamento no mercado e seu modo de lidar com os concorrentes. Se a companhia for de origem internacional, busque saber se o plano de carreira inclui mudanças de países e se isso vai ao encontro das suas expectativas de vida.

    Westend61/Getty Images
  • 9. Trabalhe competências

    Diferente das qualidades, as competências muitas vezes envolvem trabalho em grupo e capacidade de liderança. O candidato que conseguir deixar claro sua habilidade de comunicação e colaboração vai se destacar durante a entrevista.

    Laurence Dutton/Getty Images
  • 10. Deixe as portas abertas

    Pode ser que a oportunidade não se encaixe no seu momento de vida, seja por falta de experiência ou pela concorrência. Ao manter as portas abertas, mesmo com o sentimento de rejeição, você pode acabar sendo lembrado pelo recrutador e chamado para processos futuros.

    Flux Factory/Getty Images

1. Preste atenção às etapas

O processo online pode fazer com que alguns candidatos percam a dimensão da “seriedade” dos testes e jogos propostos. Assim, é importante lembrar que as etapas realizadas sem contato direto com os profissionais de RH estão sendo levadas em conta na seleção da mesma maneira que as entrevistas presenciais e provas escritas. Por isso, preste atenção nas perguntas e execute tudo o que for pedido.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).