Para a influenciadora Meeta Vengapally, autenticidade é a chave do sucesso

Reprodução
Reprodução

Influenciadora tem mais de 182 mil seguidores no Instagram

Meeta Vengapally é uma importante influenciadora do Instagram, bem como fundadora e CEO da Garnysh, empresa de tecnologia fitness com sede no Vale do Silício. Conhecida por suas fotos e recomendações de produtos, a página de perfil de Meeta no Instagram conta com mais de 182 mil seguidores.

Mais de 500 marcas contataram Meeta para patrocínio e promoções, incluindo nomes como Target, Bumble Biz, Amazon, Fresh Beauty e Sephora. Ela também estampou capas de revista como Top Influencer, incluindo “Gmaro”, “Moevir Paris” e “Rich & Beautiful”.

LEIA MAIS: Lançamento de ferramenta do Instagram aumenta riqueza de Mark Zuckerberg em US$ 5,3 bilhões na semana

Na entrevista a seguir, a influenciadora conta como começou no Instagram, revela sua abordagem para o marketing de influência e dá dicas e recomendações para que pessoas comecem suas próprias carreiras como influencers.

Como você começou a atuar como influenciadora no Instagram?

Meeta Vengapally: Quando fundei minha startup de tecnologia fitness, uma empresa do setor me procurou para testar seus novos produtos e dar um feedback. Eu tinha menos de 5 mil seguidores no Instagram naquela época. Fornecer aquele tipo de avaliação parecia ser uma boa opção. Eu adorei fazer isso e o resto é história. Uma parceria levou à outra, e agora tenho uma equipe cujo trabalho é examinar patrocínios e negócios diariamente. Olhando para trás, todo o processo foi natural e orgânico.

O que significa para você ser uma influenciadora?

MV: Essa é uma boa pergunta. Quando estava começando, não sabia se eu era realmente isso. Conforme fui crescendo no meio digital, ouvi me chamarem de influenciadora e tive até que pesquisar o que significava. Naquela época, o conceito era bastante novo.

O significado de ser uma influenciadora, para mim, muda todos os dias. Neste momento, ser uma influenciadora é compartilhar e ajudar as pessoas com meu conteúdo. Dou a cada produto o tempo e o foco que ele merece e, então, procuro compartilhar os que causam identificação comigo e com meus seguidores. Meu objetivo é espalhar positividade e fazer minha voz ser ouvida. Os únicos produtos que divulgo são os que sustentam essa visão.

Qual é a sua “voz” e por que ela é diferente das demais?

MV: Para mim, é tudo uma questão de autenticidade. O que você vê nas minhas fotos é quem eu sou. O que eu compartilho são produtos que eu realmente gosto. Eu respeito meus seguidores e quero que eles conheçam meu verdadeiro eu. Minha equipe brinca comigo porque levo muito tempo para ter certeza se as legendas estão perfeitas, se minhas análises para cada produto são genuínas e completas. Todo o sucesso que tive na vida vem de abraçar minha atitude e vibração e trazer isso para tudo o que faço de uma forma positiva.

Reprodução
Reprodução

Para Meeta, é preciso que o produto cause identificação com ela e com seus seguidores

Muitas marcas procuram você para publicidade. Como eles se aproximam? Como você decide quais campanhas fazer?

MV: A maioria das empresas entra em contato comigo por e-mail ou por mensagens no Instagram. É divertido quando há um novo pedido, porque gosto de conhecer a marca e o que ela tem a oferecer. Mas eu tenho que ser seletiva, já que não tenho muito tempo durante o dia. Minha decisão sobre com quem eu fecho parceria se baseia em avaliar se é uma boa opção, determinar se há algum valor que posso agregar como influenciadora e ver se o produto se alinha com minha marca pessoal. É bom lembrar de que sou esposa e mãe de dois filhos, então é importante para mim encontrar uma campanha que realmente se encaixe ao meu estilo de vida.

CONFIRA: Pressão e ansiedade: Thaynara OG fala sobre o lado B dos influenciadores digitais

Qual é a sua abordagem para promover empresas nas quais você acredita e fazer com que sejam notadas?

MV: Essa é minha parte favorita. Sinto uma conexão verdadeira com empresas que fornecem produtos que amo e nos quais eu acredito. Quando se trata de produtos de beleza, área da qual eu mais recebo ofertas de patrocínio, é muito estimulante encontrar algo que me faça sentir bonita, mimada, saudável e jovem. Quando eu compartilho esses tipos de produtos com meus seguidores, tomo o máximo cuidado para ajudá-los a entender os benefícios que o produto me oferece. Você poderia dizer que é como marketing, mas, para mim, é compartilhar meu entusiasmo genuíno. Eu faço essas marcas serem notadas porque, ao contrário de comerciais ou anúncios em revistas, sou uma pessoa real sem nada a esconder. Meus seguidores sabem que meu amor por certas coisas é verdadeiro.

Qual é a sua abordagem para o trabalho de marca?

MV: Acredito que isso está sempre mudando. Nós, como seres humanos, estamos sempre nos transformando. Mas, desde o início, minha marca sempre foi ousada, poderosa, inclusiva e baseada na positividade. Posso ver as coisas de muitos ângulos diferentes. Não se trata apenas de mulheres, mães ou empresários. Meu público é masculino e feminino, de todos os tamanhos e cores e de várias classes sociais. Para ser honesta, não me concentro em construir uma marca pessoal – sou apenas sincera em relação a quem sou e como vejo o mundo. Isso cria uma marca para mim, naturalmente. Novamente, a autenticidade vai longe.

Por que tantas empresas estão empregando marketing de influência? Que benefícios eles enxergam nesse tipo de ação?

MV: Acredito que o marketing de influência é o futuro. Os dias dos comerciais de TV encenados acabaram. Ninguém acredita mais nessas coisas. Estou cansada de ver anúncios em revistas com modelos com as quais não me identifico. Quero ver pessoas reais com vidas de verdade apresentando produtos que sejam úteis. A coisa mais original do marketing de influência é que o influenciador é visto no dia a dia, usando o produto. Essa é a realidade, e acredito que as pessoas têm muito mais chance de gastar seu dinheiro em algo apresentado dessa maneira. Elas estão comprando o produto porque viram a avaliação de alguém em quem confiam e admiram. As empresas que adotam os influenciadores são empresas líderes.

Reprodução
Reprodução

“Acredito que o marketing de influência é o futuro”, aponta Meeta

Como você conseguiu reunir tantos seguidores?

MV: O conteúdo é o principal. Apresentar o melhor conteúdo diariamente e mostrá-lo com autenticidade é ainda mais poderoso. Para mim, foi um efeito cascata. Porque eu coloco conteúdo de qualidade, que as pessoas gostam e compartilham. E isso me traz mais seguidores. Na teoria, você aumenta seus seguidores no Instagram à medida que é compartilhado.

Entregar brindes de várias marcas também é uma iniciativa poderosa. Essa é uma das minhas maneiras favoritas de crescer como influenciadora, porque estou oferecendo algo divertido e interativo para meus seguidores. Eles se divertem com isso.

Minhas dicas são: conheça seu público e a si mesmo, torne seu conteúdo relevante e compartilhável e sempre mantenha-o divertido.

O que você recomendaria para alguém que quer se tornar um influenciador?

MV: Fique atento à qualidade do seu conteúdo. Não seja preguiçoso. Abra seu coração e sua mente, tenha uma visão clara e certifique-se de que você está apresentando os produtos da melhor maneira possível. Minha equipe e eu somos minuciosos com cada produto que eu compro. Nós fazemos brainstorming, apresentamos ideias exclusivas e nos certificamos do melhor que podemos fazer.

Quando você lança conteúdo de qualidade, você desperta interesse, as pessoas começam a compartilhar o que você está postando e você vê seu status como influenciador crescer, porque você tem algo verdadeiramente inspirador a oferecer. Se você está se divertindo com o que faz, suas chances de sucesso são exponenciais.

VEJA TAMBÉM: Camara-e.net ensina como atrair, engajar e converter vendas nas redes sociais

Quanto tempo você dedica por semana às suas publicações nas redes sociais? Como é uma semana típica para você?

MV: Eu faço sessão de fotos uma ou duas vezes por semana. Gosto de filmar vários produtos ao mesmo tempo porque entro no meu mundo e meu foco é forte. Isso também me libera para outros assuntos da minha vida. Eu gerencio as contas dos meus filhos e os conteúdos consistem principalmente em vídeos. Eles são os melhores criadores de vídeos na IGTV. Depois que todo o material é gravado, é preciso criar as legendas. Eu gosto de chamá-las de histórias. Elas preenchem a lacuna entre mim, o produto e minha foto. Assim que tudo estiver definido, minha equipe planeja os conteúdos. Normalmente, programamos todas as postagens futuras com duas ou três semanas de antecedência. Esse método me mantém organizada.

Reprodução
Reprodução

Influenciadora aponta que uma rotina organizada é essencial para gerenciar parcerias

O que você faria de diferente se começasse agora?

MV: Descobrir um método para organizar todos os produtos sobre os quais vou fazer a análise. Criei um sistema em minha casa, mas meus filhos às vezes brincam que eles moram na [varejista de luxo] Neiman Marcus. É importante se preparar para o sucesso e criar um sistema desde o início para manter tudo organizado, catalogado e pronto para uso.

Uma coisa que a maioria dos influenciadores não percebe é que não só leva muito tempo para fotografar produtos, mas também gastamos um longo período para testá-los e incorporá-los a nossas vidas de maneira a conseguir uma avaliação honesta. Quando você é contratado por muitas empresas, isso pode facilmente se tornar um trabalho de tempo integral.

Que tipo de postagem e conteúdo funcionam melhor no Instagram?

MV: Instagram é sobre pessoas. Se você está tentando ser algo que não é, suas postagens não irão repercutir. Isso me traz de volta à minha base: autenticidade. Adoro fazer sessões de fotos na minha casa, durante as férias etc. Quando tiro uma foto com um produto para a pele, a foto é feita no meu banheiro. Quero que as pessoas vejam meu mundo e quem eu realmente sou. Como tenho feito isso desde o início, meu conteúdo sempre tocou as pessoas. Temos um desejo inato de ver uns aos outros, e eu deixo meus seguidores verem o meu verdadeiro eu.

FIQUE POR DENTRO: Os 7 influenciadores mais bem pagos do TikTok

Quais são suas marcas favoritas entre aquelas com as quais já trabalhou?

MV: São tantas… Tenho muita sorte de poder trabalhar com as melhores empresas. No topo está a Bumble Biz, que me fez ser a mentora de seus CEOs e empreendedores pela primeira vez, o que é muito gratificante. Tem a Cabelo Chi, com produtos que fazem meu cabelo parecer incrível. A Target é uma parceira fantástica e minha família faz sempre compras lá. A Fresh Beauty é realmente tudo o que o nome sugere. Os batons são incríveis e muito cheirosos. A Spa Sciences me conecta com algumas ferramentas incríveis para a pele. A marca de moda global Shein tem peças lindas e icônicas. A Betsey & Adam é outra marca de moda entre as minhas preferidas. A Clarins é uma marca de luxo francesa de cuidados com a pele e eu não posso passar um dia sem seus cremes para os olhos. Eu amo a Wine Insiders por razões óbvias. A Pixi ocupa um lugar especial no meu coração porque foi a primeira marca que acreditou em mim. Sempre serei grata a ela por isso.

Reprodução
Reprodução

Meeta aponta que a melhor postagem para o Instagram é a que mostra autenticidade

Quais empreendedores o inspiram?

MV: Eu sou uma grande fã de Mark Cuban e não apenas por causa de “Shark Tank”. Seu investimento em startups é inspirador. Os verdadeiros empreendedores não estão focados no que funcionou no passado, mas nas coisas interessantes que estão por vir. Isso requer muita coragem. Steve Jobs é outro. Ele mudou o mundo inteiro. Já ouvi pessoas dizerem que empreendedorismo de sucesso é enxergar um alvo invisível e acertá-lo. Encontro inspiração nisso em minhas próprias atividades empresariais. Arianna Huffington é uma grande inspiração para mim. Ela não apenas fundou o “The Huffington Post”, mas também é uma autora talentosa e um modelo de comportamento. E mantenho uma foto da Beyoncé no meu escritório.

Você tem alguma frase favorita?

MV: Tenho algumas. Uma delas é: “Se você ouvir uma voz dentro de você dizer ‘você não pode pintar’, então pinte e essa voz será silenciada”. É do pintor holandês Vincent Van Gogh. Há, ainda, uma de Steve Jobs que serve de inspiração para mim: “As pessoas que são loucas o suficiente para pensar que podem mudar o mundo são as que o fazem”. Para terminar, tem uma da ex-tenista norte-americana Billie Jean King: “Os campeões continuam jogando até acertar”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).