Por que você está comendo sem parar?

bymuratdeniz/Getty Images
bymuratdeniz/Getty Images

Há muitos estudos que mostram que existe uma relação entre ansiedade e comer em excesso, principalmente o que se chama de calorias vazias

Nós vivemos em um mundo de intranquilidade. Todos querem saber quando sairemos desta pandemia, mas não há respostas para isso. Pelo menos não ainda. Some-se a isso a quantidade avassaladora de desinformação que circula nas redes e que só ajuda a piorar o cenário. Não por acaso, vivemos também em um mundo em que a ansiedade tornou-se parte do dia a dia da maioria das pessoas. Não à toa, muitos têm procurado minimizar os desprazeres aumentando retornos que lhes deem prazer.

Um desses retornos – e que existe há milhares de anos – é usar da comida como uma forma de compensar ou reduzir esse desconforto. Para além de uma necessidade fisiológica – precisamos comer para nos mantermos vivos -, os alimentos também são fonte de prazer.

Há muitos estudos que mostram que existe uma relação entre ansiedade e comer em excesso. Não são, na imensa maioria das vezes, alimentos saudáveis o que as pessoas buscam, mas o que se chama de calorias vazias: alimentos extremamente calóricos, como chocolate, refrigerante, bebidas alcoólicas, salgadinhos etc. Junto com a ansiedade, vem o sobrepeso e a obesidade. Isso é um tiro no amor que aquela pessoa tem por si mesma. E ela come ainda mais, para tentar dar uma solução à sua baixa estima e à angústia que ela sente. Cria-se um círculo vicioso que traz uma série de problemas, inclusive de saúde.

Dá para romper esse círculo vicioso? Claro que sim. A primeira providência é procurar tratar a ansiedade. Quando ela é tratada de forma adequada, desaparecem todas as complicações que ela traz, entre as quais má qualidade do sono e comer em exagero. Outra dica é procurar identificar possíveis gatilhos que podem estar levando você a descontar na comida. Se você percebe que começa a comer um pacote de batata frita quando se sente chateado pelas notícias que circulam na internet, talvez seja uma boa hora de reduzir as horas vasculhando as redes sociais.

Outra boa dica é buscar um nutricionista que o ajude a reorganizar a sua alimentação. É provável que, ao comer melhor, você se sinta mais satisfeito, reduzindo as chances de buscar alimentos altamente calóricos.

Mas a melhor recomendação é associar uma alimentação mais saudável com a prática de exercícios. Pode não ser tão fácil no início, mas pode apostar que você dormirá melhor, a sua ansiedade ficará sob controle, você perderá peso, se sentirá bem e terá mais qualidade de vida.

Dr. Arthur Guerra é professor da Faculdade de Medicina da USP, da Faculdade de Medicina do ABC e cofundador da Caliandra Saúde Mental.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).