Global 2000: as maiores companhias aéreas e aeroespaciais de capital aberto do mundo em 2021

NurPhoto/Getty Images
NurPhoto/Getty Images

A Delta Air Lines continua sendo a maior companhia aérea americana, embora a pandemia a tenha afetado financeiramente.

A pandemia de coronavírus afetou as viagens aéreas no ano passado, à medida que a demanda de passageiros evaporou graças aos pedidos de permanência em casa, às restrições de viagem e aos temores da Covid-19. Como era de se esperar, as maiores companhias aéreas comerciais de capital aberto do mundo despencaram na lista da Forbes Global 2000 de 2021 enquanto enfrentavam grandes perdas e dezenas de milhares de licenças e dispensas.

A Delta Air Lines, a principal companhia aérea comercial da lista, caiu 452 posições para 715 no geral. A United Airlines caiu 254 posições, classificando-se em 779 no geral, enquanto a American Airlines caiu 132 posições para o nº 835 e a Southwest caiu 375 para a 857ª posição.

LEIA TAMBÉM: Global 2000: os maiores hotéis, restaurantes e empresas de lazer de capital aberto do mundo

A Delta teve perdas de US$ 13 bilhões no ano encerrado em 16 de abril de 2021, em comparação com lucros de US$ 3,5 bilhões na lista de 2020. American Airlines, United e Southwest registraram US$ 8,9 bilhões, US$ 7 bilhões e US$ 3 bilhões em perdas, respectivamente. A classificação do Global 2000 é baseada em uma pontuação composta de medidas igualmente ponderadas de receita, lucros, ativos e valor de mercado.

Para as empresas aeroespaciais, o efeito da pandemia foi muito menos dramático. A Lockheed Martin, que fabrica caças e sistemas de defesa e segurança, continua sendo a maior empresa do setor do mundo. Ela subiu 11 posições na Global 2000 em 2021 para um ranking de nº 145. A empresa de US$ 109 bilhões arrecadou US$ 65 bilhões em vendas para um lucro líquido de US$ 6,8 bilhões durante os 12 meses encerrados em 16 de abril – no mesmo nível de seu desempenho no ano anterior. Durante esse tempo, as ações da Lockheed subiram 3,7%.

As gigantes aeroespaciais General Dynamics e Northrup Grumman – duas das concorrentes próximas da Lockheed – vêm em seguida na categoria nas posições 213 e 225, respectivamente.

Analistas da consultoria Deloitte preveem que o setor de aviação comercial se recuperará lentamente este ano, enquanto a indústria de defesa, por outro lado, deverá se manter estável. Isso porque, mesmo apesar da pandemia, a maioria das nações manteve seus orçamentos de defesa e ainda “está comprometida em sustentar suas capacidades militares”, disseram os analistas.

E as companhias aéreas já estão olhando para essa recuperação, por mais lenta que seja.

VEJA MAIS: Global 2000: Nestlé ocupa topo no setor de alimentos e PepsiCo é a maior em bebidas com a ajuda de lanches

“Acreditamos que o pior, finalmente, ficou para trás”, disse o CEO da Southwest, Gary Kelly, a analistas em uma teleconferência sobre resultados no mês passado, depois que a empresa divulgou um lucro de US$ 116 milhões no primeiro trimestre de 2021. “Estou aliviado. Sou otimista. Estou entusiasmado. Estou grato”, acrescentou.

As ações também estão subindo novamente, com as da American subindo 33% este ano. Os papéis da Southwest subiram 28%, os da United subiram 20% e os da Delta subiram 10%.

Até o momento, os movimentos do mercado de ações estão combinando com a economia norte-americana. As passagens aéreas aumentaram 10,2% no mês de abril, segundo dados da Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos EUA, que reforçam a demanda reprimida por viagens nos meses de verão.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).