Ibovespa se aproxima do recorde, com exterior e noticiário corporativo

O dólar fechou em queda ante o real, em um dia de maior apetite por risco .

Kariny Leal
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O principal índice da Bolsa de São Paulo fechou a sessão de hoje (24) no azul, se aproximando do recorde de fechamento de 125.076 pontos marcado em janeiro deste ano. O Ibovespa encerrou em alta de 1,17%, a 124.031 pontos, na esteira do bom humor no exterior. O noticiário corporativo ainda impulsionou os papéis que puxaram o índice.

O dólar fechou em queda de 0,54%, a R$ 5,3266, seguindo a trajetória da divisa norte-americana ante pares no exterior, em uma sessão marcada pelo maior apetite por risco.

VEJA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Conforme Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora, a quinta elevação consecutiva para a expectativa do PIB (Produto Interno Bruto) para esse ano ajudou no humor da sessão no cenário doméstico.

A unit do Banco Inter liderou as altas da sessão, em avanço de quase 25%, com anúncio de que a Stone irá adquirir uma fatia de 4,99% do banco, com investimento limitado a R$ 2,5 bilhões. Além disso, o Inter também anunciou que está finalizando estudos para listar papéis na Nasdaq.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Por outro lado, a Marfrig ficou entre as maiores quedas, após aumentar sua participação na BRF para 24% – o que não foi bem visto pelo mercado, de acordo com a Ativa Investimentos, por enxergar o valor aportado como agressivo demais para um investimento apenas financeiro.

Os papéis preferenciais da Petrobras também ajudaram no avanço do Ibovespa, em alta de 1,70%, impulsionados pelo aumento dos preços do petróleo na sessão. As tratativas com o Irã sobre o pacto nuclear estão no centro das atenções nesta semana e justificam a alta de 3% da commodity, de acordo com o analista da Clear.

As bolsas norte-americanas encerraram a sessão em alta, com o bom humor das reaberturas no país dando o tom da recuperação dos mercados, após as quedas da semana anterior. As altas de papéis das gigantes tecnológicas, como Alphabet, Facebook e Microsoft, avançaram mais de 2% e impulsionaram o Nasdaq.

No fechamento, o S&P 500 teve alta de 0,99% aos 4.197 pontos, o Nasdaq avançou 1,41% aos 13.661 pontos e o Dow Jones terminou em alta de 0,54% aos 34.393 pontos. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: