Bolsa de Valores hoje: Ibovespa fecha em queda e Copom eleva Selic a 10,75% ao ano

Entenda o que movimentou os mercados hoje (2).

Vitória Fernandes
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou hoje (2) em alta de 0,21%, a 112.910 pontos, pressionado por ações de bancos, que foram contaminados pelos resultados abaixo do esperado do Santander Brasil. Além disso, o principal índice da Bolsa brasileira ainda contou com a pressão dos papéis da Petrobras.

Após o fechamento, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou um aumento da taxa Selic de 1,50 ponto-percentual, para 10,75% ao ano – esta foi a oitava reunião consecutiva do órgão que se encerrou com um reajuste para cima dos juros. É a primeira vez desde 2017 que a taxa Selic fica acima dos dois dígitos.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“O comunicado trouxe novamente tom de alerta, principalmente sobre o quadro fiscal e possíveis impactos que um aumento dos gastos poderia ter sobre a inflação. O mercado pode interpretar que o ciclo de ajuste da Selic pode ser um pouco mais longo do que o previsto anteriormente. Hoje o mercado projeta juros de 11,75% para o final deste ano e essa projeção pode subir após a decisão de hoje”, avalia Fernanda Consorte, economista chefe do Banco Ourinvest.

Os destaques positivos da sessão incluem os papéis da Positivo (POSI3), Cielo (CIEL3) e Qualicorp (QUAL3), que avançaram 3,14%, 2,17% e 1,66%, respectivamente. O destaque negativo ficou para as ações do Banco Inter (BIDI11), com queda de 9,72%. A BRF (BRFS3) também encerrou o dia com forte queda de 7,91%, após precificar seu follow-on.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os três principais índices de ações de Wall Street fecharam em alta no pregão de hoje, que foi movimentado por declarações de autoridades do Federal Reserve sobre a movimentação do banco na tentativa de conter a inflação.

Os investidores tentam buscar alternativas para as altas da taxa de juros já programadas pelo chair do Fed, Jerome Powell, mas o cenário não parece tender para essa perspectiva.

Por lá, o Dow Jones subiu 0,63%, a 35.629 pontos; o S&P 500 avançou 0,94%, a 4.589 pontos; e o Nasdaq ganhou 0,50%, a 14.417 pontos.

O dólar à vista ensaiou ajuste de alta nesta tarde, mas perdeu força e acabou fechando perto da estabilidade, com alta de 0,09% a R$ 5,2754. A moeda se manteve nas mínimas dos últimos quatro meses. (Com Reuters).

Compartilhe esta publicação: