Por que Elon Musk sugere criar uma nova rede social?

Usuário voraz do Twitter, o bilionário dono da Tesla criticou o microblog por meio de uma enquete sobre liberdade de expressão.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Getty Images

Apesar de usuários do Twitter, Elon musk ataca com frequência a plataforma

Acessibilidade


Além de ser um dos homens mais ricos do mundo, Elon Musk, dono da Tesla, SpaceX e algumas outras empresas, também é conhecido pelas polêmicas que gosta de criar. Principalmente em sua rede social preferida, o Twitter. Com alguma frequência, Musk gosta, inclusive, de criticar a própria plataforma. Na semana passada, não foi diferente, ele criou uma enquete com uma crítica direta ao microblog.

Musk perguntou aos seus seguidores: “Para uma democracia, liberdade de expressão é essencial, mas você acredita que o Twitter adota esse princípio de forma rigorosa?”. Das respostas, o Não teve 70% dos 2 milhões de votos recebidos. Diante do resultado, Musk postou novamente: “Considerando que o Twitter deveria ser uma praça pública, falhar ao aderir os princípios de liberdade de expressão prejudica a democracia. Como resolver? Criar uma nova rede social?”

LEIA TAMBÉM: Não vou vender, diz Elon Musk em meio a queda de criptomoedas

Instantaneamente, os seguidores questionaram sobre as intenções de Musk em relação ao tema. Ele respondeu que “pensa seriamente criar uma nova rede social”. O assunto ficou por isso mesmo, mas suscitou uma série de questionamentos, matérias e suposições de que, muito além da provocação, Elon Musk teria, de fato, intenções de tornar-se o dono de uma nova plataforma social. Vale lembrar que não é de hoje que Elon Musk adota um tom provocador contra as big techs e, em especial, o Twitter.

Polêmicas semanais

Das últimas polêmicas envolvendo o bilionário aparecem os investimentos de Musk em bitcoins. Na segunda quinzena de março, diante a queda do valor das criptomoedas, ele disse que “não vai vender” seus bitcoins, ethers e dogecoins, e aconselhou as pessoas a não investir em dólares enquanto a inflação estiver alta.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

LEIA TAMBÉM: Elon Musk e os outros bilionários perdem fortunas com a queda das ações de tecnologia

“Como regra geral, para aqueles que procuram conselhos neste assunto, geralmente é melhor possuir coisas físicas, como uma casa ou ações de empresas que você acha que fabricam bons produtos, do que dólares”, disse Musk via Twitter em uma conversa com o executivo e bilionário Michael Saylor. “Eu, pelo menos, ainda possuo e não vou vender meus bitcoins, ethers e doges.”
A série de tweets não impulsionou o preço do bitcoin como outros comentários de Musk sobre criptomoedas fizeram no passado. O preço do dogecoin disparou brevemente, mas caiu de novo, retomando uma tendência que o fez perder mais de 80% desde que um rali alimentado por Musk o levou para mais de US$ 0,70 há quase um ano.

Veja abaixo o gráfico da Visual Capitalist que mostra os temas de interesse de Elon Musk no Twitter:

Compartilhe esta publicação: