Carro autônomo da Volvo recebe aval para teste na Suécia

Getty Images
A Zenuity já fez alguns testes na Suécia, depois que a Volvo obteve permissão no ano passado para testar carros com características de autônomos, mas com exigência de que os motoristas mantenham pelo menos uma mão no volante e que os carros não excedam 60 quilômetros por hora.

Uma joint venture da Volvo obteve aval para começar a testar um software para carros autônomos nas rodovias suecas, disse hoje (28) a parceira Veoneer.

LEIA TAMBÉM: 5 carros de luxo abrem leilões 2019 da RM Sotheby’s

A empresa disse que o software Zenuity para condução autônoma de nível 4 – o segundo maior nível – seria testado em um carro da Volvo a uma velocidade máxima de 80 quilômetros por hora. O carro terá um motorista treinado a bordo que não colocará as mãos no volante.

Empresas norte-americanas estão liderando a tecnologia de carros autônomos, com a Waymo ganhando em 2018 a primeira aprovação para testar carros sem motoristas de segurança em estradas públicas da Califórnia.

A General Motors disse que está pronta para implantar um carro autônomo sem controles manuais, enquanto as alemãs BMW e Audi também conseguiram licenças para testar seus veículos.

A obtenção de permissões ficou mais difícil após um acidente fatal envolvendo um veículo da Volvo usado pelo Uber, que no mês passado retomou testes limitados em vias públicas.

A Zenuity já fez alguns testes na Suécia, depois que a Volvo obteve permissão no ano passado para testar carros com características de autônomos, mas com exigência de que os motoristas mantenham pelo menos uma mão no volante e que os carros não excedam 60 quilômetros por hora.

A empresa, formada pela Volvo e Veoneer em 2017, deve ter seus primeiros produtos de assistência ao motorista disponíveis para venda em 2019, com tecnologias de condução autônoma seguindo logo depois disso. A Volvo será um cliente.

A montadora, controlada pela chinesa Geely, tem seus próprios objetivos de entregar carros autônomos depois de 2021 e obter um terço das suas vendas a partir destes modelos até 2025.

No ano passado, a montadora formou uma parceria com a chinesa Baidu para usar um software de condução autônoma da também chinesa Apollo em um carro de nível 4.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).