Dona da rede de pet shops Petz pede registro para IPO

Empresa afirmou que usará recursos da oferta primária para abertura de lojas e hospitais e tecnologia digital.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

A operação envolve ofertas primária e secundária de ações da Pet Center

Acessibilidade


A Pet Center, dona da rede de produtos para animais de estimação Petz, protocolou ontem (19) pedido de registro para oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

A operação, que envolve ofertas primária e secundária de ações, será coordenada por Itaú BBA, Bank of America Merrill Lynch, JPMorgan e BTG Pactual, segundo o prospecto preliminar da operação.

LEIA MAIS: Conheça principais players do mercado pet brasileiro

A gestora norte-americana de fundos de private equity Warburg Pincus, com 55% do negócio, e o fundador da Petz, Sergio Zimerman, com outros 45%, serão os vendedores na oferta secundária de ações da companhia.

A empresa afirmou que usará recursos da oferta primária – ações novas, cujos recursos vão para o caixa da companhia – para abertura de lojas e hospitais e tecnologia digital.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O grupo fundado em 2002 e que se apresenta como a plataforma de soluções para animais de estimação mais abrangente do país, com 105 lojas em 12 Estados, teve receita líquida de R$ 986 milhões em 2019, um aumento de 28,4% sobre o ano anterior.

O Ebitda deu um salto de 130% no ano passado, para R$ 191,1 milhões, mas o lucro líquido caiu 24%, para R$ 23,6 milhõe.

No documento, a empresa afirma que o Brasil é o quarto mercado do mundo de produto para pets, movimentando cerca de R$ 23,5 bilhões de reais por ano.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: