Detentores de títulos offshore da Evergrande dizem considerar ação de execução

A empresa imobiliária mais endividada do mundo, Evergrande, tem quase 20 bilhões de dólares em títulos offshore.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Bobby Yip/Reuters
Bobby Yip/Reuters

As ações da Evergrande subiram 4,7% hoje (20) 

Acessibilidade


Um grupo de credores offshore da China Evergrande disse na quinta-feira que não teve nenhum contato substancial com a empresa sobre seus planos de reestruturação, apesar das repetidas garantias da empresa.

O grupo, representado pelo escritório de advocacia Kirkland & Ellis e pelo banco de investimentos Moelis & Company, disse em comunicado que não tem outra opção a não ser considerar seriamente as ações de execução e está preparado para tomar todas as medidas necessárias para defender seus direitos legais.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A empresa imobiliária mais endividada do mundo, Evergrande, tem quase 20 bilhões de dólares em títulos offshore considerados em default cruzado no mês passado, depois de deixar de realizar pagamentos.

Lutando com mais de US$ 300 bilhões em passivos, a gigante do setor imobiliário, no entanto, até agora cumpriu os pagamentos ou chegou a acordos de pagamento de títulos onshore que compõem a grande maioria de sua dívida, evitando um default técnico que teria complicado sua reestruturação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“As ações falam muito mais alto que as palavras”, disse o grupo de acionistas em comunicado na quinta-feira.

Apesar de seus esforços para se engajar em um diálogo substantivo com o Evergrande, o grupo disse que “recebeu pouco mais do que vagas garantias de intenção, faltando detalhes e substância”, e a impressão é que a empresa desconsiderou seus credores offshore e seus direitos legais.

A Evergrande não quis comentar.

O grupo disse que contratou o escritório de advocacia offshore Harneys para quaisquer ações de execução e instou a Evergrande a fornecer total transparência sobre sua posição financeira e passivos, e que se abstenha de fazer outras alienações de ativos sem consultar o grupo.

As ações da Evergrande subiram 4,7% na quinta-feira, juntando-se às ações e títulos de outras incorporadoras chinesas que ampliaram seus ganhos na esperança de que uma série de medidas recentes do governo ajudem a aliviar o aperto de financiamento no setor.

Compartilhe esta publicação: