Com Free Fire, Santander amplia foco estratégico no público gamer

Banco anunciou a ampliação da parceria com a Liga Brasileira de Free Fire e escolheu a streamer Camilota como embaixadora.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:

Em novembro do ano passado, durante a 52ª semana de moda paulistana, uma parceria inédita entre Santander, SPFW e Garena, Publisher de Free Fire transformou as roupas digitais do Free Fire em modelos reais (Crédito: Divulgação)

Acessibilidade


O banco Santander ampliou os investimentos em games por meio da renovação da parceria com a Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), anunciada ontem (8). A marca patrocina o principal torneio do jogo no Brasil desde o ano passado. Além disso, também foi anunciada a escolha da streamer e apresentadora Camilota como embaixadora da marca para o segmento. A ampliação dos investimentos ocorre em um momento que a modalidade chegou à TV aberta. Desde o último final de semana, as competições de Free Fire estão sendo transmitidas pela RedeTV e na TV a cabo no canal Space. No total, a premiação envolvida da liga é de R$ 2 milhões.

“Nossa aproximação do universo gamer envolve várias fases, a primeira em se associar a quem entende do assunto. Depois entender como podemos ser relevantes para esse público e, sobretudo, a melhor forma de conectar o propósito de nossa marca com esse universo. Sem dúvida, tivemos resultados muito importantes de negócios e a renovação dessa parceria sinaliza que estamos evoluindo”, disse à Forbes Brasil, Danielle Lima Sardenberg de Carvalho, superintendente de marketing do Santander.

LEIA TAMBÉM: Santander, Garena e SPFW transformam skins do Free Fire em itens reais de desfile

O que levou o Santander a investir em games?

O banco iniciou seus esforços em games no ano passado. Lançou uma promoção voltada a jogadores de Free Fire e sorteou mais de 2 milhões de diamantes, moeda do jogo da Garena. Outras iniciativas já foram criadas pelo banco, entre elas o consórcio destinado a compra de equipamentos gamers e também o apoio a streamers da Twitch, todos os casos tendo o Free Fire como plataforma principal.

A indústria global de games movimentou US$ 175,8 bilhões em 2021, de acordo com os últimos dados consolidados e preliminares da consultoria Newzoo. Esse montante apresentou uma ligeira queda de -1,1% em relação a 2020, mas nada que afete o desempenho de alta dos próximos anos que deve levar um dos principais segmentos do entretenimento a movimentar mais de US$ 200 bilhões em 2023.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

LEIA TAMBÉM: O Boticário estreia nos e-sports em parceria com a Black Dragons

Como o Santander levou o Free Fire ao São Paulo Fashion Week?

Em novembro do ano passado, durante a 52ª semana de moda paulistana, uma parceria inédita entre Santander, SPFW e Garena, Publisher de Free Fire, anunciada primeiramente na Forbes Brasil, recriou algumas das skins do game transformando-as em um desfile real. Vale lembrar que Free Fire é, atualmente, um dos maiores jogos do mundo, com mais de 150 milhões de usuários e o surgimento de alguns fenômenos, entre eles Nobru, de origem periférica e uma referência global no game.

Compartilhe esta publicação: