6 aparelhos de ginástica luxuosos para treinar em casa

Equipamentos ultratecnológicos, que incluem inteligência artificial e streaming de treinos, podem passar dos R$ 100 mil.

Giovanna Simonetti
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Entre os aparelhos de ginástica mais caros e tecnológicos do mundo está a Ciclotte Teckell, com cristal reforçado

Acessibilidade


Entre as milhares de metas estabelecidas no começo de um novo ano, exercitar-se e manter-se saudável são algumas das mais comuns. No entanto, durante a pandemia de Covid-19 muitos tiveram que optar pela atividade física fora das academias, seja ao ar livre ou em casa.

Aulas virtuais, apps no celular, acessórios e equipamentos indoor se tornaram aliados dos treinos – e o mercado parece ficar cada vez mais forte. De 2020 para 2021, por exemplo, o setor global de equipamentos fitness domiciliares cresceu 17,6%, atingindo o valor de US$ 9,9 bilhões (cerca de R$ 55 bilhões na cotação atual), segundo a empresa de pesquisa de mercado Research and Markets.

Entre as tendências da categoria residencial, estão os treinos on demand (através de aplicativos e serviços de assinatura, por exemplo) e equipamentos cada vez mais tecnológicos, que usam até de realidade virtual e inteligência artificial para melhorar a experiência do usuário. Designs especiais e materiais diferenciados também estão presentes quando o assunto são aparelhos de ginástica de alto padrão, com preços bem maiores que os normais. Alguns podem ultrapassar os R$ 100 mil, com cristais e fibras de carbono ultraleve.

VEJA TAMBÉM: Como ter um envelhecimento saudável sem fórmulas mágicas

Nesse sentido, a Forbes selecionou 6 dos equipamentos mais tecnológicos e luxuosos que existem hoje no mercado. Confira a seguir:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Peloton

Divulgação

Fundada em 2012, a startup Peloton deu o que falar no final do ano passado depois de aparecer no primeiro episódio da série “And Just Like That”, retorno da clássica “Sex And The City”. Na estreia, um dos personagens principais tem um ataque cardíaco depois de uma sessão na tecnológica bicicleta ergométrica da marca – fato que fez as ações da Peloton na Bolsa de Nova York caírem até 11,3% no dia seguinte à exibição.

Mas esse é só um detalhe perto da fama que a empresa conquistou ao longo dos anos, tendo assumido um papel de pioneirismo no setor de streaming fitness. Isso porque o destaque de seus aparelhos de ginástica, entre bicicletas de spinning e esteiras, está nas telas embutidas (de 360º e alto-falantes integrados) e no serviço de assinatura de aulas gravadas, que permitem experiências imersivas de treino.

São milhares de tutoriais disponíveis (entre aeróbicos, treinos de força e até ioga) no aplicativo, em que é possível ser acompanhado por instrutores e ver métricas em tempo real. Um dos recursos mais interessantes dos equipamentos é a resistência digital – o nível de força para pedalar é automaticamente ajustado de acordo com as orientações do professor. Os preços dos aparelhos da Peloton partem de US$ 1.495 (cerca de R$ 8.300, na cotação atual) e chegam a US$ 4.295 (R$ 23.700), além da assinatura mensal de US$ 39 (R$ 215) para acessar o app.

VAHA

Divulgação

Já apelidado de “novo Peloton”, o VAHA é um espelho inteligente que atua como um personal trainer – praticamente em tamanho real. Com tela e câmera de alta resolução, é possível assistir mais de 300 aulas gravadas (de diferentes modalidades, até para crianças) ou se conectar com instrutores ao vivo para treinos particulares de uma hora.

Por meio de sensores, a inteligência artificial do equipamento é capaz de dar feedback instantâneo para melhorar seu desempenho. Além disso, é possível para sincronizar o espelho com outros aplicativos, como Instagram, Zoom e Spotify, e acessá-los direto dele. Dois tamanhos estão disponíveis: 32 polegadas (£ 1.195, cerca de R$ 9 mil) e 43 polegadas (£ 1.950, quase R$ 14.700).

NOHrD

Divulgação

Entre os aparelhos de ginástica da marca alemã, um destaque é a esteira Sprintbok: com um design curvado, ela é feita de ripas móveis de madeira maciça e utiliza zero eletricidade. Sim, nada de fios e tomadas – toda a energia é gerada de acordo com o movimento e potência do usuário.

De alta qualidade, os materiais que a compõem não demandam manutenção (ou seja, não é necessário lubrificar as peças nem apertar as correias) e também são de baixo impacto, o que ajuda no funcionamento silencioso do equipamento. De acordo com a NOHrD, o fato da esteira ser 100% manual também contribui para um treino mais intenso, com um gasto calórico 30% mais alto do que nas versões convencionais. Seu preço é de £ 5.295 (aproximadamente R$ 40 mil).

Ciclotte

Divulgação

Se uma empresa de aparelhos de ginástica se sobressai quando o assunto é design de alto padrão, é a italiana Ciclotte. O foco da marca é o estilo minimalista e moderno, além dos materiais tecnológicos e resistentes – como fibra de carbono ultraleve, cristal reforçado e aço.

Vencedora de prêmios de design, dois destaques são os modelos Bike (que pode ser encontrada por até US$ 16.890, cerca de R$ 127 mil) e a Teckell (US$ 19.200, aproximadamente R$ 145.500), o primeiro aparelho de ciclismo indoor a ser totalmente feito de cristal transparente. Os equipamentos também se conectam via Bluetooth a um aplicativo, onde é possível alterar seu nível de resistência e acompanhar informações sobre o treino.

VEJA TAMBÉM: As 12 propriedades de luxo mais caras vendidas nos EUA em 2021

Ergatta

Divulgação

Feito artesanalmente de madeira de cerejeira, a máquina de remo indoor da Ergatta tem água de verdade para amplificar a experiência do exercício, além de um tablet acoplado com conteúdo de treino com várias modalidades – entre elas, competições que parecem um videogame e vistas cênicas relaxantes. Pelo monitor, é possível acompanhar as métricas da atividade e receber feedback instantâneo do sistema. Custa US$ 2.199 (cerca de R$ 12 mil), além de uma assinatura mensal para acessar os treinos.

Technologym

Divulgação

Com diferentes tipos de aparelhos de ginástica, a Technologym foi a fornecedora oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020. Um dos destaques da marca italiana são as esteiras, que vão desde modelos mais convencionais aos de alta performance, como é o caso da Skillrun.

Vendida no exterior por US$ 16.550 (aproximadamente R$ 91 mil), esse equipamento é focado em treinos de potência atlética. Com velocidade máxima de até 30 km/h, tem modalidades alternativas de atividade: o modo Sled Training, por exemplo, simula a experiência de empurrar um trenó de verdade na grama, para força; já para melhorar a resistência, o Parachute Training oferece a sensação de correr ao ar livre com um paraquedas.

VEJA TAMBÉM: Os 5 carros de luxo mais aguardados de 2022

Além de mudanças instantâneas de inclinação e velocidade, a Skillrun tem um monitor para fazer treinos guiados por instrutores ou imersivos com vistas cênicas e um “Advanced Biofeedback”, recurso que analisa suas métricas e mede até o desempenho de cada perna durante exercícios de corrida e de potência.

Compartilhe esta publicação: