Dólar tem estabilidade contra real com saída de fluxos

Reuters
Às 10h23, o dólar avançava 0,03%, a R$ 4,0135 na venda

O dólar ronda a estabilidade contra o real na manhã de hoje (5), em meio à saída de fluxos do mercado e expectativas dos investidores sobre a apresentação de um pacote econômico do governo e pelo otimismo externo em relação à guerra comercial entre Estados Unidos e China.

VEJA MAIS: Dólar fecha acima de R$ 4 com força da moeda no exterior

Às 10h23, a moeda norte-americana avançava 0,03%, a R$ 4,0135 na venda.

O dólar fechou em alta de 0,43% ontem (4), a R$ 4,0121 na venda.

O dólar futuro de maior liquidez registrava variação positiva de 0,02% neste pregão, a R$ 4,019.

Segundo Ricardo Gomes da Silva, da Correparti Corretora, a alta do dólar se deve à saída de recursos do mercado, sem interferência dos desdobramentos políticos e econômicos no Brasil e em outros lugares. “É uma saída de fluxo, sem relação com o cenário externo ou doméstico”, afirmou.

Ainda assim, disse Gomes da Silva, a divisa norte-americana não deve prolongar a alta e deve continuar próxima dos R$ 4, devido à semana marcada pelo pacote econômico de Paulo Guedes e pelos leilões de excedente da cessão onerosa.

Um pacote econômico do governo deve ser apresentado ao Senado ainda nesta terça-feira, mirando o corte de incentivos tributários e a desvinculação de recursos de fundos não constitucionais para pagamento da dívida pública, entre outras iniciativas.

As medidas fazem parte da prometida agenda pós-Previdência, internamente tratada como “Transformação do Estado”. O presidente Jair Bolsonaro confirmou que o novo pacote será entregue pessoalmente por ele e Guedes.

No cenário externo, o clima era de otimismo acerca da prolongada guerra comercial entre Estados Unidos e China, com esperanças em relação à retirada de tarifas norte-americanas sobre importações chinesas.

As moedas emergentes pares do real, como o peso mexicano e a lira turca, rondavam a estabilidade em relação ao dólar, enquanto o rand sul-africano registrava alta contra a moeda norte-americana.

O índice que acompanha o dólar contra as principais moedas tinha alta de 0,15%, a 97,505.

Nesta terça-feira, o Banco Central vendeu 3,5 mil contratos de swap cambial reverso, de oferta de até 12 mil, e US$ 175 milhões em moeda spot, de limite de até US$ 600 milhões.

Adicionalmente, a autarquia também ofertará contratos de swap tradicional, para rolagem do vencimento dezembro de 2019.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).