Distribuidora paulista de eletrônicos Allied pede registro para IPO

Empresa de Jundiaí, no interior de SP, é representante de marcas como Apple e Samsung.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
ReutersConnect/Kim Hong-Ji
ReutersConnect/Kim Hong-Ji

A Allied se apresenta como maior distribuidor de produtos eletrônicos de consumo no Brasil

Acessibilidade


A distribuidora de produtos eletrônicos Allied Tecnologia, com sede em Jundiaí (SP), pediu registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), de acordo com informações do website da autarquia disponibilizadas hoje (6).

Segundo o prospecto preliminar da operação, a oferta inclui lotes primário (ações novas, cujos recursos vão para o caixa da companhia – e secundário – papéis detidos por atuais sócios.

LEIA MAIS: Gigantes chinesas de dispositivos móveis se unem para enfrentar Play Store, do Google

A operação será coordenada por BTG Pactual, Bradesco BBI e Itaú BBA.

Serão vendedores na oferta secundária o fundo Brasil Investimentos e os investidores pessoa física Ricardo, Marcelo e Renato Radomysler.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Allied se apresenta como maior distribuidor de produtos eletrônicos de consumo no Brasil, sendo representante das marcas Apple, LG, HP, Samsung, Motorola e Microsoft, tendo intermediado a venda de cerca de 9 milhões de produtos em 2019.

A empresa também vende seguros de celular, planos de operadoras e serviços financeiros.

A Allied afirma ter tido receita líquida de R$ 3,73 bilhões no ano passado, crescimento de 36,6% sobre o ano anterior. A empresa teve em 2019 lucro líquido de R$ 107,9 milhões, alta de 67% sobre um ano antes.

LEIA TAMBÉM: Qual a viabilidade do corte do ICMS proposto por Bolsonaro

A empresa pretende usar os recursos da oferta primária para abrir lojas físicas, investir em sistemas e plataformas de tecnologia, oferecer mais serviços financeiros, aquisições e balancear a estrutura de capital.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: