Azul e Latam começam codeshare com rotas compartilhadas no Brasil

Acordo vale para 64 destinos no país, além de acúmulo de pontos nos programas de fidelidade das duas companhias

Redação
Compartilhe esta publicação:
Rodrigo Garrido/Reuters
Rodrigo Garrido/Reuters

29 rotas terão operação pelas aeronaves da Latam até o fim do mês

Acessibilidade


A Azul anunciou hoje (12) o começo do compartilhamento de voos com a Latam Airlines no Brasil, que prevê codeshare para 64 rotas no país, além de acúmulo de pontos nos programas de fidelidade das duas companhias.

O acordo foi anunciado em junho e ilustra como o setor aéreo está tentando otimizar a estrutura para enfrentar o impacto provocado no setor pela pandemia do Covid-19.

LEIA MAIS: Azul fecha acordo com arrendadores de aeronaves

De 35 rotas que estão à venda a partir de hoje, 23 serão cumpridas pela Azul enquanto 12 terão operação pelas aeronaves da Latam. Até o fim de agosto, as companhias também iniciarão as vendas de outras 29 rotas do acordo, sendo 12 operações da Azul e 17 da Latam.

Neste primeiro momento, o codeshare terá pousos e decolagens nos aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), e Campinas (VCP), chegando, posteriormente, aos aeroportos de Porto Alegre (POA), Curitiba (CWB) e São Paulo – Guarulhos (GRU).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“O início desse acordo vai ajudar nosso setor a oferecer mais opções de voos, horários e destinos a nossos clientes, sendo uma solução importante para recuperarmos com mais agilidade a demanda interna afetada pela pandemia”, disse Abhi Shah, vice-presidente de receitas da Azul.

Por volta de 12:03, as ações da Azul cediam 0,77%, a R$ 23,14, enquanto o Ibovespa mostrava acréscimo de 0,14%. Mais cedo, os papéis da companhia aérea chegaram a subir a R$ 24,70, tendo ainda de pano de fundo acordo da Azul com arrendadores de aeronaves. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: