7 cadeiras para trabalhar no home office sem dor nas costas

GettyImages/ JackF
7 cadeiras para trabalhar no home office sem dor nas costas; especialistas explicam como a escolha adequada do assento pode ser o segredo de um trabalho remoto com produtividade máxima

Em tempos de home office, a criação de um ambiente de trabalho tranquilo dentro de casa se torna essencial. Porém, mais do que um local calmo e arrumado, o profissional remoto pode precisar de algo muitas vezes ignorado: a ergonomia. O nome é curioso, mas essa ciência é extremamente importante para a saúde e a produtividade de funcionários de todas as áreas.

O consultor Fernando Giatti, pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho e Ergonomia e Certificado pela Abergo (Associação Brasileira de Ergonomia), explica que a nomenclatura é “a ciência que trata da adaptação do ambiente de trabalho às características físicas e psicológicas do colaborador”. Sendo assim, atuar em casa pode não ser tão simples quando se utiliza a cama como mesa de ofício ou a música alta do quarto ao lado como tema de fundo.

VEJA MAIS: Veja 8 maneiras de tornar seu ambiente de trabalho em casa mais eficiente

“De forma simples, é indispensável um ambiente sem incômodos: barulhos no nível de tolerância para a atenção e concentração, iluminação adequada, quantidade de tarefas dentro da possibilidade de tempo contratado, mesa, cadeira, computador em uma disposição que proporcione alcance manual e visual em uma zona de conforto”, explica o especialista. Basicamente, o cenário do home office precisa ser o mais confortável possível para que transmita eficiência e saúde ao profissional.

Encontrar um local silencioso para estimular a concentração já é um hábito comum para muitas pessoas, mas e quanto a pensar nos móveis disponíveis para trabalhar?

Para Giatti, a falta de atenção na escolha de assentos pode fazer com que todos os planos criativos de criar um ambiente “amigo” vão por água abaixo, podendo inclusive prejudicar a saúde. “O desconforto pode surgir com incômodos e dores leves em região de coluna lombar e quadril”. Além disso, há a possibilidade de agravamento de quadros pré-existentes de dores nas costas.

Segundo o ortopedista Maurício Martelletto, diretor da Clínica Pró Movimento, em São Paulo, a demanda para atendimento de pessoas com lesões na coluna nas últimas semanas só tem aumentado. “Só hoje (29), operei três pacientes que travaram nessa quarentena. Todos eles estavam trabalhando em casa, de home office”, revela.

Mais do que um desconforto momentâneo durante o horário de serviço, o problema pode ser tornar uma rotina preocupante e duradoura. Mesmo assim, muitos demoram para perceber que uma simples cadeira é responsável por toda a tempestade. “Às vezes, a complexidade está na identificação do fator que está gerando o desconforto. O profissional pode não encontrar de forma rápida ou não imputar relevância, achando que o incômodo irá diminuir com o tempo”, diz o consultor.

Dar importância ao local em que você vai ficar sentado por cerca de oito horas por dia, cinco vezes por semana, pode ser o segredo de um trabalho remoto com produtividade máxima. Segundo Giatti, para aqueles que se interessam na aquisição de um novo assento, a categoria executiva costuma atender bem as necessidades. Já Martelletto adiciona algumas dicas para o momento da compra: “O importante são os detalhes, a qualidade dos materiais e mecanismos internos. O produto precisa, por exemplo, ter regulagem de profundidade do apoio lombar, apoio regulável para cervical e para os antebraços, tanto na largura quanto no direcionamento, e ajuste para a altura”. Além disso, estar dentro das normas NR17, que regulamentam a ergonomia no trabalho, pode ser um ponto guia para encontrar cadeiras certificadas.

Martelletto ainda destaca a importância de valorizar mais os detalhes estruturais do assento e sua durabilidade do que a marca em si. “Eu particularmente acho que devemos orientar pelo lado ergonômico e não pelo lado emocional que cada um tem”. Para ele, a melhor tática para aquisição de uma cadeira seria o teste: observar qual se encaixa melhor com os músculos e o físico de cada indivíduo. Porém, por conta do isolamento social, nas compras online o profissional recomenda atenção às medidas, regulagens, estruturas e estofados. Sem a possibilidade de showrooms, as detalhadas pesquisas na internet se tornam essenciais para o consumidor da quarentena.

Veja na galeria abaixo alguns exemplos de cadeiras que atendem os requisitos da ergonomia e contribuem para um home office eficiente (mas se lembre de pesquisar se a descrição dos produtos condiz com sua necessidade):

  • Embody, da Herman Miller

    Preço: R$ 10.710

    A Embody é o exemplo ideal de distribuição de pressão, alinhamento natural e suporte para um movimento saudável em um assento ergonômico. É possível sentir o sistema de suporte “Pixelated” da cadeira no momento em que se senta, com a sensação de estar flutuando, mas em perfeito equilíbrio. Devido a uma matriz dinâmica de pixels, as superfícies do assento e encosto se ajustam automaticamente aos micro-movimentos do corpo, distribuindo o peso uniformemente enquanto o indivíduo está sentado. Isto reduz a pressão e incentiva o movimento, os quais são essenciais para manter o foco e uma circulação saudável.

    O encosto da Embody foi projetado de forma semelhante às costas: com uma coluna central e hastes flexíveis. O ajuste “BackFit” permite posicionar o encosto de acordo com a curva natural da coluna, para que se alcance e mantenha uma postura neutra e equilibrada. Como a cadeira é regulada a fim de se ajustar ao corpo, o encosto se adapta ao movimento e se ajusta automaticamente às posições geradas por ele. Independentemente de uma inclinação para frente ou para trás, o suporte permanecerá constante.

    Por fim, a cadeira Embody conta com quatro camadas diferentes de apoio, cada uma com seu próprio conjunto de propriedades materiais e criada a partir de um processo de fabricação diferente. Todas elas funcionam em conjunto, se orientam pelo formato do corpo e apresentam um grau de fidelidade tão alto que se ajustam até aos bolsos. Estas camadas foram projetadas para permitir o fluxo de ar e manter o indivíduo arejado e confortável quando estiver sentado.

  • Cadeira Ing, da F. Way

    Preço: R$ 9.800

    A cadeira Ing, criada pela F. Way em parceria com a empresa japonesa Kokuyo, umas das líderes mundiais em mobiliário corporativo, é ergonomicamente voltada às necessidades humanas. Ela possui, por baixo da superfície do assento, um mecanismo de deslizamento que se move livremente em 360º, de modo a acompanhar cada sutil movimento do corpo humano.

    A cadeira também permite inclinação para a frente e para trás, até torções para esquerda, direita e diagonal. A peça ainda distribui a pressão corporal com movimentos naturais e não necessita de ajuste, já que apresenta uma inclinação livre, na qual a parte frontal da superfície do assento é dobrada de acordo com o tamanho e a postura da pessoa sentada. Integrante da linha Executive da F.Way, a Ing se adapta aos modos de trabalho tanto em equipe quanto individual, o que a torna ideal para compor ambientes profissionais, sejam eles corporativos ou domésticos.

  • Goal 302G, da Interstuhl

    Preço: R$ 5.688,90 (na Mitte Möbel)

    Essa cadeira giratória da Interstuhl se destaca pelo sistema de regulagem altamente ergonômico e personalizado. Com base móvel em alumínio polido e ajuste de profundidade do assento, ela possibilita uma adaptação individual ao comprimento das coxas do usuário. O mecanismo sincronizado do encosto e da base, por sua vez, garante ótimo apoio para as costas em qualquer posição; o que não só permite e estimula a troca de posturas, mas também elimina o efeito indesejado de retorno do corpo. Desse modo, assegura-se também que a coluna vertebral não sofra nenhum impacto vertical quando o indivíduo se senta rapidamente, nem sequer na posição mais baixa do assento.

    O ajuste da altura da cadeira permite um sentar ideal para usuários baixos ou altos. Já o de pressão individual do encosto, possibilita corrigir a posição tanto de um indivíduo leve, quanto de um mais pesado. No que diz respeito ao apoio de braços, ele permite a regulagem de altitude para eliminar a pressão nos músculos do pescoço; de largura e orientação a fim de conferir um ótimo ângulo de apoio; e de profundidade, de modo a assegurar uma distância ideal entre o assento e a mesa.

  • Ergohuman, da Eurotech

    Preço: R$ 4.398,90

    Os diferentes recursos que esse modelo fornece incluem ajuste do ângulo e a altura das costas, inclinação sincronizada e com tecnologia de trava, controle de tensão do encosto e regulagem da altura dos braços, profundidade e altura do assento. Além disso, o apoio de cabeça pode ser movido de cima para baixo, de modo a alinhar o pescoço em diferentes posições. Há também uma curvatura única que ajuda no ajuste da cabeça e do pescoço. A Ergohuman apresenta ainda oito tipos de suporte ergonômico, tecnologia de apoio da lombar ajustável e cilindros pneumáticos que ajudam a levantar a cadeira de forma lenta, mas firme.

  • Vertagear PL4500, da Vertagear

    Preço: R$ 2.179,96

    As cadeiras gamers também se destacam como opções extremamente confortáveis e ergonômicas para permanecer sentado por longos períodos de tempo. Além de apresentar um encosto alto que proporciona o apoio ideal ao pescoço, ombro e lombar; e garantir uma ampla variedade de ajustes que preservam a saúde do corpo em qualquer posição, a PL4500 da Vertagear é extremamente higiênica.

    O encosto e o assento desta cadeira são preenchidos com fibra de café de alta qualidade, produzida por meio de uma tecnologia patenteada, que confere propriedades únicas ao material, como controle de odor e secagem rápida para maior higiene e conforto. Outro destaque da PL4500 é o bordado feito de fio de prata, um elemento aclamado por suas propriedades antibacterianas. Ao entrar em contato com as bactérias, o metal interrompe a capacidade desses microrganismos de formar ligações químicas críticas para sua sobrevivência.

  • Cadeira London Light, da Florense

    Preço: R$ 2.034
    A cadeira London Light, da Florense, em São Paulo, permite que o usuário possa se mover rapidamente sem ter de se levantar do assento. Ela apresenta um encosto que suporta a cabeça e o pescoço do indivíduo mesmo quando ele se esticar, de modo a reduzir o risco de problemas na coluna cervical.
    O assento também possui um encosto com curvatura suave, alto o suficiente para sustentar as costas do usuário e suportá-las em qualquer posição. A função reclinável permite ainda descansar em um ângulo superior a 90 graus, o que diminui o risco de dor nas costas, reduz a pressão sobre os quadris e os apoia adequadamente junto às nádegas.
    O material de acolchoado do assento mantém o conforto mesmo em períodos extensos de atuação e todos os seus componentes permitem a adaptação a diferentes atividades que possam ser realizadas na mesa de trabalho.

  • Cadeira de Escritório Presidente Charles Eames Eiffel, da Camicado

    Preço: R$ 525,90

    Ideal para o ambiente de escritório –doméstico ou corporativo– essa cadeira possui assento ergonômico, devido ao modelo “Relax”, que permite travar a cadeira na posição desejada, de modo a oferecer o melhor conforto e disposição na rotina diária de trabalho. O mecanismo de pressão do assento auxilia a regulagem de trava quando é acionado, pois trata-se de um dispositivo localizado abaixo do assento, que confere mais estabilidade quando existe maior força e mais flexibilidade quando ela é menor. O ajuste de altura da cadeira Presidente auxilia na definição de uma altitude adequada para a atividade realizada e como esta é a principal regulagem, o mecanismo é executado com pistão a gás, que garante durabilidade e resistência.

Embody, da Herman Miller

Preço: R$ 10.710

A Embody é o exemplo ideal de distribuição de pressão, alinhamento natural e suporte para um movimento saudável em um assento ergonômico. É possível sentir o sistema de suporte “Pixelated” da cadeira no momento em que se senta, com a sensação de estar flutuando, mas em perfeito equilíbrio. Devido a uma matriz dinâmica de pixels, as superfícies do assento e encosto se ajustam automaticamente aos micro-movimentos do corpo, distribuindo o peso uniformemente enquanto o indivíduo está sentado. Isto reduz a pressão e incentiva o movimento, os quais são essenciais para manter o foco e uma circulação saudável.

O encosto da Embody foi projetado de forma semelhante às costas: com uma coluna central e hastes flexíveis. O ajuste “BackFit” permite posicionar o encosto de acordo com a curva natural da coluna, para que se alcance e mantenha uma postura neutra e equilibrada. Como a cadeira é regulada a fim de se ajustar ao corpo, o encosto se adapta ao movimento e se ajusta automaticamente às posições geradas por ele. Independentemente de uma inclinação para frente ou para trás, o suporte permanecerá constante.

Por fim, a cadeira Embody conta com quatro camadas diferentes de apoio, cada uma com seu próprio conjunto de propriedades materiais e criada a partir de um processo de fabricação diferente. Todas elas funcionam em conjunto, se orientam pelo formato do corpo e apresentam um grau de fidelidade tão alto que se ajustam até aos bolsos. Estas camadas foram projetadas para permitir o fluxo de ar e manter o indivíduo arejado e confortável quando estiver sentado.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).