Novo Aston Martin DBX707 é o SUV de luxo mais potente do mundo

Com 707 cv, nova versão vai de 0 a 100 km/h em apenas 3,1 segundos.

Alistair Charlton
Compartilhe esta publicação:
Aston Martin/Divulgação
Aston Martin/Divulgação

Novo Aston Martin DBX707: luxo e potência

Acessibilidade


A Aston Martin revelou recentemente uma nova versão de alto desempenho de seu SUV DBX. Chamado de DBX707 – em referência a sua potência em cavalos – o carro apresenta uma versão atualizada do motor V8 de 4,0 litros e twin-turbo da empresa.

A potência máxima foi aumentada em 155 cavalos de potência para 707 cv, enquanto o torque aumentou significativamente, de 20,4 kgfm para 91,7 kgfm.

VEJA TAMBÉM: 6 carros únicos e exclusivos criados pela Rolls-Royce em 2021

Tobias Moers, CEO da Aston Martin, disse: “com o DBX707, ultrapassamos os limites em todas as áreas para criar um carro que estabelece novos padrões de desempenho e conveniência. O carro mais rápido, mais potente, com melhor dirigibilidade e mais envolvente de seu tipo, ele impulsiona a Aston Martin ao auge do desempenho de um SUV”.

Além de aumentar a potência, a Aston Martin deu atenção especial à transmissão, suspensão e freios do DBX para aprimorar a experiência de direção. A transmissão agora apresenta uma nova caixa de câmbio de embreagem úmida de nove marchas, prometendo mudanças de marcha muito mais rápidas e, segundo a fabricante, “uma mudança dramática de caráter” em comparação com o DBX comum.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Aston Martin/Divulgação

A nova transmissão também ajuda a acelerar o carro mais rapidamente, com o DBX707 tendo um tempo de 0-100 km/h de 3,1 segundos – significativamente abaixo dos 4,3 segundos do modelo regular. Este tempo de sprint é desbloqueado com o uso de uma nova função ‘Race Start’ disponível nos modos de condução GT Sport e Sport +. A velocidade máxima é de 310 km/h, acima dos 291 km/h.

Como seria de esperar de um SUV grande com tal desempenho, os freios também foram atualizados. Os discos de cerâmica de carbono são montados como padrão, medindo 420 mm na frente e 390 mm na traseira; todos os quatro são presos por pinças de seis pistões. A mudança de discos de aço para carbono representa uma economia de 40 kg em massa não suspensa. Os freios ficam atrás das rodas padrão de 22 polegadas, mas agora uma opção de 23 polegadas também está disponível, equipada com pneus de maior diâmetro.

Divulgação

A Aston Martin equipou o DBX707 com um diferencial traseiro eletrônico de deslizamento limitado atualizado, reforçado para lidar com o torque extra e com um comando final mais curto para ajudar o carro a acelerar nas marchas mais baixas mais rapidamente. A empresa também diz que ajustou a direção hidráulica eletrônica para melhorar a sensação da direção, aumentando seu peso para fora do centro.

Externamente, o DBX707 apresenta um novo sistema de escapamento de quatro saídas, uma grade frontal cromada acetinada maior e novas luzes diurnas. Há também novas entradas de ar e dutos de refrigeração dos freios, além de um novo divisor dianteiro, difusor traseiro ampliado, novo para-choque traseiro e ponteiras de escapamento maiores.

VEJA TAMBÉM: Os 5 carros de luxo mais aguardados de 2022

O interior também recebeu uma série de atualizações, entre elas bancos esportivos como o padrão (assentos Confort ​​estão disponíveis como opção gratuita) e opções de couro alcantara e semi-anilina. Assim como no exterior, o cromado escuro é de praxe, mas o cromado padrão e a fibra de carbono também são opções.

Segundo a Aston Martin, a produção do DBX707 deve começar no primeiro trimestre de 2022, com entregas começando no segundo trimestre. A empresa ainda não anunciou um preço para a nova versão, mas o modelo regular pode ser encontrado por cerca de R$ 3 milhões no mercado brasileiro.

Divulgação

Compartilhe esta publicação: