Os 14 melhores restaurantes recém-inaugurados em Londres

De estrelados Michelin a menus veganos, estabelecimentos prometem aquecer a cena gastronômica londrina com o fim das restrições sanitárias .

Joanne Shurvell
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

De estrelados Michelin a menus veganos, estabelecimentos prometem aquecer a cena gastronômica de Londres com o fim das restrições sanitárias

Acessibilidade


Londres está repleta de inaugurações de restaurantes desde que as restrições da pandemia diminuíram em maio, com pelo menos três novos lugares nos animados bairros de Knightsbridge e Soho.

Além da tão esperada reabertura do premiado com duas estrelas Michelin Kitchen Table, famoso por sua experiência gastronômica no grande balcão onde clientes degustam os pratos sazonais de frente aos chefs. O estabelecimento foi totalmente reformado depois de 15 meses de portas fechadas. 

VEJA TAMBÉM: Conheça 5 restaurantes que estão entre os mais premiados do Brasil

De estabelecimentos premiados a pizzarias e ceviches veganos, a Forbes selecionou 14 dos melhores lançamentos recentes em Londres. Veja na galeria de fotos a seguir:

  • Divulgação

    The Princess of Shoreditch

    Inscreva-se para receber a nossa newsletter
    Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

    Ruth Hansom, uma estrela em ascensão na cena culinária do Reino Unido, assumiu como chef de cozinha no The Princess of Shoreditch, com novos e ambiciosos menus de degustação no primeiro andar e um menu de clássicos de pub britânicos modernizados e petiscos de bar no andar de baixo. Com apenas 25 anos, Ruth já tem uma carreira impressionante: durante seus cinco anos no Ritz, o restaurante ganhou sua primeira estrela Michelin, ela se tornou a mulher mais jovem a ganhar o prêmio de Jovem Chef Nacional do Ano e, em 2020, alcançou as finais no Great British Menu da BBC. Seu brilhante menu de degustação de oito pratos na sala de jantar arejada inclui uma variedade de pratos que incorporam vários sabores e texturas. Os destaques da noite incluíram os snacks de aperitivo, com destaque para a tortinha de camarão com verbena de limão e pepino, ceviche de salmonete e pato maturado no sal com alcachofra e chicória. Os petit fours, o sanduíche de sorvete yuzu e os chocolates de framboesa finalizaram uma experiência gastronômica realmente especial.

  • Divulgação

    Kitchen Table, Fitzrovia

    A tão esperada reabertura da Kitchen Table, do chef James Knappett e da sommelier Sandia Chang (também da boutique online de champagne Bubbleshop) segue uma extensa reforma que inclui um bar e lounge para bebidas e petiscos antes do jantar. A remodelação cuidadosa e chique tornou a experiência de duas estrelas Michelin ainda mais fabulosa. A carreira culinária estrelada do chef Knappett inclui treinamento com Gordon Ramsay e passagens no Noma de Rene Redzepi, em Copenhagen, e no Per Se de Thomas Keller, em Nova York. Fundada em 2012, a Kitchen Table acomoda apenas 18 convidados em torno de um balcão em forma de ferradura para ter uma boa visão do chef e sua equipe preparando, servindo e conversando com os clientes por meio do menu de degustação da noite. O foco é a culinária europeia moderna com ingredientes sazonais e britânicos, provenientes de produtores e fornecedores de todo o país. Uma combinação de vinhos cuidadosamente escolhida por Sandia Chang completa a experiência. O menu degustação de 20 pratos que muda diariamente é uma obra-prima da culinária com combinações incomuns de alimentos que surpreendem e encantam. Espere uma variedade de pratos extraordinários, como truta com foie gras, camarão com manteiga de baunilha, frutas vermelhas do verão, tomates e ervas, lagosta azul da Cornualha glaceada. Para a sobremesa, os clientes podem esperar delícias leves como framboesas com sorvete e merengue queimado de pimenta preta. O menu de bebidas é inspirado da mesma forma e inclui coquetéis com ingredientes naturais. E as bebidas sem álcool são igualmente bem feitas e surpreendentemente satisfatórias. A £ 250 por pessoa, esta refeição é para uma ocasião especial, mas definitivamente vale o gasto. Deixe de lado as compras, economize seus centavos, faça o que for preciso para se sentar em volta da mesa do chef Knappett.

  • Divulgação

    Taka, Marylebone

    Uma das aberturas mais comentadas de Londres do ano passado, o Taka foi lançado no espaço antes ocupado pelo restaurante Providores, de Peter Gordon. Andrey e Anastasia Datsenko abriram no outono europeu de 2020, mas é claro, devido à pandemia, não conseguiram operar adequadamente até o meio deste ano. O restaurante é supervisionado pelo chef executivo Taiji Maruyama, anteriormente do Beaverbrook, do Nobu Londres e um dos restaurantes com três estrelas Michelin de Tóquio. Este novo restaurante japonês chique serve um menu em pratos pequenos seguindo a filosofia japonesa de “Shun”, que significa que a comida só deve ser ingerida quando está no seu melhor e no auge da estação. Com pratos quentes e grelhados, bem como sushi, o menu apresenta os melhores produtos britânicos por meio de uma execução inteiramente japonesa. Os destaques incluem o tataki de salmão Loch Duart, a tigela de arroz Wagyu com gordura wagyu e molho sukiyaki e vieira de hokkaido frita com kimchi.

  • Divulgação

    Junsei, Marylebone

    A experiência Omakase (japonês para “por conta do chef”) no balcão do Junsei é grelhada com habilidade e servida pelo chef Aman Lakhani. O menu personalizado é criado especialmente pelos chefs à noite e pode ser acompanhado pela cuidadosa variedade de coquetéis de vinhos, saquês e chás japoneses do restaurante. Este primeiro empreendimento do chef Aman Lakhiani gira em torno de Yakitori (pássaro grelhado), com mais de 20 espetos disponíveis, aproveitando todas as suas partes, como peito de shiso com ume, coração e pescoço. Cada espeto de yakitori leva horas para ser fatiado com precisão e é então revestido simplesmente com um tarê caseiro (uma combinação de molho de soja, saquê, mirin e açúcar) antes de grelhar no Binchōtan (carvão branco de carvalho japonês). Os vegetarianos também são servidos com cogumelos shitake, ovos de codorna marinados com soja, tofu frito com gengibre e cebolinha. Em termos de ambiente, o Junsei é uma ótima combinação de sofisticação descontraída, garantindo uma experiência gastronômica agradável.

  • Divulgação

    Evelyn’s Table, Soho

    Debaixo de um bar agitado no Soho está uma experiência gastronômica íntima com dez lugares, liderada pelo chef Luke e seus dois irmãos, Nat e Theo Selby. A partir do momento em que você entra no pub e é conduzido por uma escada escura até uma porta marcada como “particular”, você sabe que terá uma noite realmente especial. O trio serve um menu mensal com produtos britânicos criados com técnicas japonesas e treinamento clássico francês. A culinária de Luke Selby foi muito influenciada por sua vasta experiência de trabalho no Le Manoir Aux Quat’Saisons, no Restaurant Gordon Ramsay e no Dabbous and Hide, onde ele trabalhava quando ganhou a bolsa Roux em 2017. Seu tempo trabalhando no Nihonryori Ryugin em Tóquio, inspirou a criação do Evelyn’s Table, que brilha no excelente menu degustação de cinco pratos (£ 75). O sommelier Aidan Monk serve uma combinação brilhante de bebidas, incluindo um saquê gelado, feito localmente em Peckham, no sul de Londres. Os destaques de um menu recente incluíram mexilhões selvagens, missô e tomate servidos sobre um delicioso gaspacho, flor de abobrinha recheada com caranguejo da Cornualha e pato com marmelada de limão.

  • Divulgação

    Ino, Soho

    Os fundadores do popular restaurante grego moderno Opso e o Funky Gourmet, com duas estrelas Michelin, abriram o novo e animado estabelecimento Ino. Inspirado no amor dos chefs por cozinhar no carvão, bem como na cultura gastronômica das tabernas clássicas da Grécia, o lugar faz uso extensivo de ingredientes cuidadosamente preparados, fornecidos por fazendas proeminentes em todo o Reino Unido e também diretamente da Grécia. Os destaques do menu incluem quiabo carbonizado com tomate e queijo feta, taco de polvo com tomate defumado e souvlaki como você nunca experimentou antes.

  • Divulgação

    Wild Heart Bar and Shokudo, Soho

    O novo restaurante do hoteleiro Mark Fuller com o chef Gary Hollihead fica no piso térreo do recentemente renovado Karma Sanctum Soho Hotel. O hotel, preferido pelas lendas do rock ‘n roll, é decorado com pinturas da cantora principal do Pretenders, Chrissie Hynde. Aberto o dia todo, o Wild Heart Bar & Shokudo tem um cardápio de inspiração japonesa com pratos como lombo grelhado marinado em missô, tempura de camarão e berinjela assada e glaceada no missô. Uma coleção especial de saquê inclui Kokuryu Junmai e Seitoku Bessen.

  • Divulgação

    Baccala, Bermondsey

    Este simpático restaurante italiano de bairro e bar de vinhos especializado em frutos do mar foi fundado por quatro amigos, incluindo o sommelier Fabio de Nicola e o chef Moreno Polverini. Os pratos exclusivos do menu incluem degustação com ostras nativas frescas, polvo assado com pimentão marinado, azeitonas e manjericão e espaguete com ouriço-do-mar e ervilhas. O “almoço de pescador”, menu de excelente valor servido todos os sábados, oferece dois pratos por £ 29, com peixes locais como bacamarte, langoustine, cavala e búzios, além de uma cerveja ou um copo de vinho. O Baccala tem uma estética industrial minimalista e mediterrânea e uma adorável vibe descontraída que convida os clientes a se acomodarem para um almoço ou jantar agradável.

  • Divulgação

    Bandra Bhai and Pali Hill, Fitzrovia

    O Bandra Bhai é o novo bar de coquetéis que serve petiscos no andar de baixo do Pali Hill, seu restaurante irmão que serve pequenos pratos regionais da Índia. O local celebra uma mistura eclética de sabores de todos os cantos do país, então não é surpresa que seja popular e movimentado. O bar de coquetéis no subsolo, descrito como “uma cova retrô de contrabandistas indianos”, está repleto de móveis de veludo, bugigangas e arte colorida – uma homenagem aos bares underground ilícitos indianos na década de 1970. Os destaques da lista de coquetéis incluem lassi alcóolico (uma bebida indiana típica à base de iogurte) e o “Don”, uma delícia apimentada à base de uísque.

  • Divulgação

    The NoMad Restaurant, Covent Garden

    No espaço que já foi o pátio de exercícios para os prisioneiros no Tribunal de Magistrados de Bow Street fica a vasta sala de jantar principal do novo hotel NoMad de Londres. É difícil imaginar o espaço em sua antiga encarnação porque este restaurante é um dos mais deslumbrantes da capital. O teto de vidro é cheio de luz natural e a decoração é linda. O menu estelar da chef executiva Ashley Abodeely inclui pratos saborosos e criativos, como leitão confitado com verduras silvestres, sopa de abacate com siri e granita de limão e crudo de dourada com rabanete, hortelã e morangos em conserva.

  • Divulgação

    Crazy Pizza, Knightsbridge

    A Crazy Pizza diz servir “pizza autêntica, super crocante e de massa fina” – e certamente é o que entrega. As pizzas crocantes, feitas em fornos de lenha italianos Morello, são cobertas com mussarela “feita e comida no mesmo dia” e molho de tomate fresco. Destaque para a pizza Tartufo com pedaços fartos de trufa preta fresca e azeite virgem extra de trufa branca. O local no bairro de Knightsbridge, próximo à Harrods, é do ex-chefe da Fórmula 1 Flavio Briatore, o seu segundo restaurante (o primeiro fica em Marylebone) – então ele obviamente está fazendo algo certo.

  • Divulgação

    Holy Carrot, Knightsbridge

    Localizado no destino de bem-estar e beleza, Urban Retreat, no coração de Knightsbridge, o Holy Carrot oferece um excelente menu vegano com todos os pratos sem glúten, açúcar e livre de conservantes e aditivos. Os pratos super saudáveis ​​são muito saborosos também. Este não é um empreendimento vegano padrão com vegetais moles e sem gosto. O Maki Set feito de quinoa, vegetais, tempura crocante e maionese picante é divino, assim como o “Sexy Tofu”, com tofu glaceado com berinjela, pimenta vermelha e molho de amendoim. Só o ceviche vegano, feito com tomates da Ilha de Wight, abacate, laranja sanguínea e molho ponzu, já vale uma visita ao Holy Carrot.

  • Divulgação

    Juliette, Knightsbridge

    Juliette, o primeiro bar Rosé de Londres, é uma mistura elegante da Provença com a Riviera Francesa. Dentro da loja de departamento de luxo Harrods, com um lindo terraço ao ar livre, a carta de vinhos celebra uma variedade de Rosés aclamados, com rótulos como Mirabeau, Ultimate Provence e Rumor. O local também está servindo o famoso Porte Noir de Idris Elba e uma seleção de champanhes rosé, como Dom Pérignon, Ruinart & Laurent Perrier. O menu de comida oferece deliciosas saladas, incluindo uma com lagosta escaldada e doces tentadores como éclairs de caramelo salgado, chocolate amargo e bomba de framboesa e mil folhas de baunilha.

  • Divulgação

    Como Garden, High Street Kensington

    Os irmãos Alberto e Arian Zandi abriram um novo e chique restaurante italiano, com os pratos mais populares de todas as regiões do país e um design em homenagem aos gloriosos jardins do Lago Como. Tal como acontece com o restaurante irmão Zuaya ao lado, o Como Garden oferece um menu de estilo tapas com pratos compartilhados. Todas as massas são feitas à mão diariamente e o tagliatelle com ragu de carne cozida lentamente rivaliza com qualquer coisa que você encontraria na Itália. Da mesma forma, a lagosta e o linguine de tomate são uma felicidade absoluta para os amantes de massas.

Divulgação

The Princess of Shoreditch

Ruth Hansom, uma estrela em ascensão na cena culinária do Reino Unido, assumiu como chef de cozinha no The Princess of Shoreditch, com novos e ambiciosos menus de degustação no primeiro andar e um menu de clássicos de pub britânicos modernizados e petiscos de bar no andar de baixo. Com apenas 25 anos, Ruth já tem uma carreira impressionante: durante seus cinco anos no Ritz, o restaurante ganhou sua primeira estrela Michelin, ela se tornou a mulher mais jovem a ganhar o prêmio de Jovem Chef Nacional do Ano e, em 2020, alcançou as finais no Great British Menu da BBC. Seu brilhante menu de degustação de oito pratos na sala de jantar arejada inclui uma variedade de pratos que incorporam vários sabores e texturas. Os destaques da noite incluíram os snacks de aperitivo, com destaque para a tortinha de camarão com verbena de limão e pepino, ceviche de salmonete e pato maturado no sal com alcachofra e chicória. Os petit fours, o sanduíche de sorvete yuzu e os chocolates de framboesa finalizaram uma experiência gastronômica realmente especial.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: